Geo-INCRA

A imensa maioria dos proprietários que fizeram o Geo não se preocupou em providenciar o Registro no Cartório e finalizar o processo.  Agora, para vender o imóvel, é necessário que o Geo esteja registrado na matrícula. Isto significa que se houve ateração nos dados de confrontação ou do proprietário, o Geo-INCRA tem que ser atualizado para se adequar à realidade atual. Somente assim o Cartório validará o Geo-INCRA e posteriormente fará o registro da venda.

REURB

Estima-se que metade dos imóveis brasileiros estejam com a documentação irregular em função do emaranhado de Leis que impedem a obtenção das respectivas matrículas em Cartório. O REURB trata-se de uma ferramenta poderosa que viabiliza a regularização de imóveis rurais e urbanos instalados e consolidados até 22 de dezembro de 2016.

CCIR

A atualização do imóvel rural para obtenção do CCIR agora é anual. O proprietário preenche o Cadastro pela internet e comparece ao escritório do INCRA para fazer a validação. IMPORTANTE: o CCIR deve ser coerente com o CAR, CAFIR, INCRA e Registro do Cartório.

 DRONES

Ferramenta poderosa no gerenciamento do agronegócio e da mineração. Calculo de áreas, volumes, documentação de obras, manejo das diversas culturas, criaçoes, planejamento do imovel rural, etc. ATENÇÂO: é uma atividade de risco e os voos devem respeitar as leis que regulam o espaço aéreo. As penalidades são rigorosas.

Assoreamento Represa do Pilão d'Água

 SITUAÇÃO ATUAL:    Exibir mapa ampliado 

Em 1970 foi inaugurada a Represa do Pilão d'Água, que abastece de água a cidade de Itapeva/SP, com população de 92 mil habitantes. Na década de 1980 era possível chegar facilmente até a sede da AABB. situada cerca de 1,0 km rio acima.

Conforme pode ser notado na imagem Google numero 01, até 2008 a superf[ície da represa ainda não apresentava sinais de assoreamento.

Cinco anos depois, em 2013 os sinais já eram preocupantes, com o aparecimento de algumas ilhas no local onde começa a represa, conforme imagem numero 02.

Agora em 2017 a situação já está calamitosa, conforme pode-se notar na Imagem Google numero 03. Nota-se que as ilhas se uniram e a agua sumiu em todos os lotes situados no início da represa. E não é só isso: o que restou da lâmina de agua na região situada no início da represa está tão raso que em muitos lugares não passa de um palmo de profundidde. 

O pior de tudo é que o assoreamento não se restringe apenas aos locais já atingidos. Ele ocorre na área total da represa e em dez anos poderá estar visível em todos os lugares. Pessoas que utilizam jet-sky informam que ao lado da barragem, que deveria ter 06(seis) metros de profundidade o sonar do jet-sky acusa somente 03(três) metros de profundidade. A grosso modo, isso indica que a represa já perdeu mais de 50% (cinquenta por cento) de sua capacidade de armazenamento.

 

                                          1) Imagem de 2008 sem sinais de assoreamento                                  

      pilao 2008       

 

                                           2) Imagem de 2013 com as primeiras ilhas                                               

 Pilão 2013 

 

 

    3) Imagem de 2015 com união das ilhas     

 Pilão 2015

        

                                                                   

                                         

 

 

 

                              4) Imagem de 2.016 aom o assoreamento consolidado         

           Pilao recorte 2016    

 

 

 

4) Imagem de 2018, com ampliaçao da área consolidada

 ImagemPilao