Eucalipto em crise

O Eucalipto é uma árvore de origem australiana. Foi introduzida no Brasil em 1909 por Edmundo Navarro de Andrade para suprir a falta de lenha para as locomotivas da Companhia Paulista de Estradas de Ferro.

Foi uma implantação vitoriosa. O Eucalipto cumpriu sua função. Abasteceu não só as caldeiras das locomotivas como também as caldeiras de várias outras indústrias que passaram a utilizá-lo como fonte de energia.  

Isso faz parte da História e pode ser comprovado numa visita ao Museu do Eucalipto, situado em Rio Claro (SP). Foi construído totalmente com madeira de varias espécies desta árvore e já demonstrava a preocupação de apontar para as diversas utilizações possíveis. Veja aqui video original do Programa Globo Rural, referente a madeira de eucalipto, esquadrias e portas de madeira maciça publicado por CRUZEIRO ESQUADRIAS em 27 de maio de 2012.

O mundo evoluiu e descobriu-se que além de ser fonte de energia ele era ótimo para a produção de papel. Foi uma revolução no agronegócio. Passou a concorrer economicamente com os cultivos nobres de soja, milho, trigo, algodão, etc.

O consumo cresceu tanto que o plantio expandiu-se para todo o Brasil, até de modo exagerado. No Espírito Santo os ambientalistas chegaram a cogitar a proibição de novos plantios em seu Estado, que estava se transformando num imenso eucaliptal.

Os ambientalistas estavam corretos. A monocultura nunca é uma boa opção. O mundo evoluiu novamente e com o avanço da Informática e o armazenamento digital das informações, o consumo de papel vem diminuindo sensivelmente a cada ano. Para a cultura do Eucalipto isto está sendo péssimo. O preço da madeira está muito ruim e sem perspectivas de melhora.

Atualmente as grandes indústrias continuam utilizando florestas próprias para produzir e exportar o papel ou celulose. E estão diminuindo cada vez mais a compra de madeira dos produtores independentes.

Aos produtores independentes, restam duas alternativas: erradicar a floresta ou descobrir uma nova utilidade para ela.

Mas nem tudo está perdido. O mundo evoluiu novamente e estamos redescobrindo aquilo que Navarro de Andrade já mostrava quando iniciou o cultivo no Brasil: o Eucalipto é excelente para a construção civil e marcenaria. Algumas serrarias no Sul do Brasil, com uso de técnicas adequadas, estão conseguindo algo que se julgava impossível: utilizar o Eucalipto de maneira econômica para produzir janelas e portas maciças, peças para telhado que não racham nem empenam, e até casas completas. E tudo isso com um visual fantástico. Veja aqui imagens selecionadas automaticamente pelo Google em 26.07.2015 para a pesquisa "eucalipto marcenaria".

As florestas de matas naturais estão exauridas. O cerco ao comercio clandestino de madeira amazônica está cada vez mais forte. Neste contexto, o aproveitamento do eucalipto para serraria é a solução ideal pra todos. O mercado passa a ter uma alternativa eficiente em relação às matas naturais, que passam a ser menos assediadas pelos traficantes.

Isto, no entanto, não acontece automaticamente. É preciso adotar um novo conceito de manejo florestal.  O manejo para a produção de madeira de celulose é diferente do manejo dirigido para a produção de madeira para serraria. Envolve espaçamentos, desbastes, tratos culturais e prazos muito diferentes daqueles que os produtores usam atualmente.

Conforme diz o ditado japonês, crise é sinônimo de oportunidade. No caso do Eucalipto, a crise atual pode significar lucros muito maiores no futuro. É preciso saber se adaptar.