Manutenção durante a fase de estriamento

Assim como em qualquer tipo de produção, na resinagem é muito importante evitar os desperdícios. E eles podem acontecer de várias maneiras. Saquinhos que caem ou rasgam e vazamentos laterais são as causas principais.

Não é aceitável que o produtor forme uma floresta, faça a manutenção durante oito anos, implante toda uma infraestrutura de resinagem e depois permita que parte da produção escoe para a terra.

Um funcionário trabalhando durante os nove meses da fase de estriamento com custo de dois salarios mínimos por mês terá um custo total de R$ 14.184,00 ou seja: 9 meses * 2 SM/mês * R$ 788,00.

Um projeto de resinagem de 100 mil árvores com produção de 2,00 kg/pé tem produção total de 200 toneladas ou R$ 560.000,00 ou seja: 100.000 * 2,00 kg/pé * R$ 2,80/kg.

O custo do funcionario de manutenção representa  2,5% do valor da produção total, ou seja: R$ 14.184,00 * 100/R$ 560.000,00. 

Isto significa que toda redução de perdas acima de 2,5% resulta um lucro extra para o produtor. No final da safra, uma redução de 8% nas perdas pode ser equivalente a compra de um carro  novo.

É um valor significativo que se perderia esvaindo pelo chão caso não se faça a manutenção durante a fase de estriamento.